Se não pode vencê-los,junte-se a eles (ou como sobreviver ao furacão Emo)!

( Antes de mais nada…muito prazer, sou a Morena. Aquela que nunca postou nesse blog… até ontem.rsrs
O texto abaixo faz parte de outo blog meu… e como minha praia é música, escolhi esse para o Conversas no Banheiro. Espero que gostem! )

Estava eu, ouvindo a Rádio Cidade essa manhã quando me deparei com a nova música do ForFun.
A bandinha sensação de 9 entre 10 adolescentes lançou essa semana (se eu não me engano _ corrijam-me se estiver errada), “Seu Namorado é um Bundão”.Que m…!!!

Há muito tempo atrás, eu escrevi que para fazer sucesso no Brasil, precisávamos de três acordes e dois versos. Para completar, uns dois ou três “Aê, galera linda!”, repetia umas cinco vezes o refrão e colocava uns ‘momentos-isqueiro-para-o alto-e-garotas-chorando’. Já se passaram dois anos e tenho medo da tal ‘revolução do rock’ que prega a Rádio Cidade e tantas outras rádios por aí.
O rock nacional está preso ao emo. Guitarras no último volume, bateria esporrenta. Muitos gritos e letras de adolescentes que deixaram seus computadores com ICQs e MSNs para se aventurarem no mundo real.
A febre começou com os Detonautas e CPM22. E em pouco tempo, já estavam soltas por aí, emo., Fresno, Forfun, B5, One Feeling e tantas outras se repetindo à exaustão. Umas fazendo sucesso, outras bem longe disso.
Assiti ao show do B5 na Melt, na segunda-feira passada. Tive a sensação que os caras tocaram uma mesma música com duração de 80 minutos. Não que eles toquem mal! Pelo contrário até. São garotos com seus 19, 20 anos que ainda precisam tocar muito por aí, até se tornarem uma banda de rock (como eles se classificam). No momento, eles são garotos bonitinhos que passaram horas despenteando o cabelo até ter aquele resultado “acordei-agora-e-estou-super-natural” e que gostam de ouvir rock muito alto. Muito mesmo. O suficiente pra ninguém entender mais que três versos de cada música. O único pecado deles foi um cover de “All My Life”, do Foo Fighters. Quase tive um troço. Se eles tivessem encarado um Strokes (como o Moptop fez) tinham ganho mais pontos comigo.
Adolescentes cantando coisas de adolescentes. Essa é a melhor definição que encontrei pro tal emo, até agora.
Musicalmente comercial, repetitivo. Garotos bonitinhos que cantam os foras levados na noite, a azaração na sala de bate papo ou nas praias da Zona Sul carioca. Som no último volume, pulos no palco, gritos. Piscadelas para as fãs mais próximas e pronto!
Sai um ‘rock de bermudas’ versão 2006!!!

Estou clássica. Power trio sempre. Rock sempre! Com pegada forte ,viradas. Solos de guitarra que não terminem num vazio. Voz. Baixo na cara. Letras e arranjos.

Sou mais o Autoramas, tocando seu rock meio sessentão!

Anúncios

Sobre Conversa no Banheiro

Uma jornalista fora do perfil. Repórter por essência.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Se não pode vencê-los,junte-se a eles (ou como sobreviver ao furacão Emo)!

  1. Anonymous disse:

    Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium? Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s