"Quero Conta as histórias que não são contadas", diz Judith Torrea

Tive uma grande oportunidade. Entrevistei uma jornalista espanhola que vive há 12 anos entre as fronteiras do México e dos Estados Unidos. Conheci Judith Torrea, autora do blog Ciudad Juarez en la sombra del narcotráfico, no 5º Congresso da Abraji, em SP.

Judith veio ao Rio, e aqui ficou por quase um mês. Neste tempo, conversamos muito.Boa parte do que nós conversamos está nesta entrevista que publiquei na Idéias em Revista, publicação do Sindicato dos Servidores das Justiças Federais do Rio de Janeiro (Sisejufe), onde trabalho.

Mas falta muito nesta entrevista. Falta falar da alma desta jornalista que tem exata noção do papel social que tem. Nesta profissão difícil e fascinante que tanto eu e ela escolhemos ter. Entretanto, a alma de Judtih está em casa linha que ela escreve, em casa história que conta em seu blog.

Ler esta entrevista é como ser levada a Ciudad Juarez pelos olhos de Judith. Conhecer o que está por trás na subjetividade de suas respostas. Saber o que é viver de fato em um cidade com status quo de guerra e saber o quanto custa a política de guerra ao narcotráfico na América Latina.

Trago a entrevista (reduzida) que foi publicada. A entrevista na íntegra, postarei mais tarde.

Para ler a crônica que Judith fez publicada no Observatório de Imprensa clique aqui

Anúncios

Sobre Conversa no Banheiro

Uma jornalista fora do perfil. Repórter por essência.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s